D0 – o dia da transferência de embriões

image

O dia mais esperado da minha vida chegou. Saber que dentro de mim existem dois amontoadinhos de células formados por um pedaço meu e do amor da minha vida…. ❤

O processo foi rápido, já cheguei ao laboratório com a bexiga cheia. Preenchi os documentos e logo em seguida, o médico chegou.
A enfermeira me levou para o vestiário e passou as últimas instruções enquanto meu marido também foi se preparar.
Quando entrei no centro cirúrgico, ele estava sentado ao lado da mesa vestindo touquinha e máscara. Ainda brinquei chamando ele de Dr. Hans Chucrutes (do Pica Pau, sabe???
Sou uma garota anos 80 rs).

image

O Dr. Georges estava super tranquilo e conversou comigo olhos nos olhos explicando o que aconteceria a seguir. Elogiou minha conduta durante o tratamento e começamos.
O único desconforto foi quando ele colocou o espéculo e passou o catéter… mas ao ouvir a ordem dele para as embriologistas, eu fui ao céu e lá permaneci: “podem carregar”.
Isso significa: “pode trazer os embriões”.
Arregalei os olhos e fiquei hipnotizada com as imagens em preto e branco do ultrassom. Por dentro do cateter já instalado, foi inserido um outro por onde passaram os bebês. E como um rastro de luz, eles apareceram no monitor. Um ao lado do outro. E assim ficaram.

Terminando o procedimento, foi a vez do Dr. Georges passar a orientação ao meu marido: trate ela como uma rainha, ela tem as jóias mais preciosas dentro dela.

Fiquei por meia hora no repouso pós transferência. Quando estávamos a sós, olhei para o meu marido e seus olhos estavam vermelhos… caíram umas lágrimas, seguidas das minhas.
A partir daquele momento formamos a nossa família.

Saber que tenho esse companheiro ao meu lado para sempre me enche de orgulho.

Anúncios

Educação x Machismo

Tenho acompanhado os noticiários acerca da investigação dos acusados pelo estupro coletivo que aconteceu no Rio de Janeiro na semana passada. Estou chocada!

Como 33 homens estupram uma garota de 16 anos desacordada, fazem chacota, filmam, fotografam e divulgam na internet como se fosse a coisa mais normal do mundo?

E o delegado que deveria ajudar a garota emocionalmente, passar segurança e punir os autores dessa barbárie, simplesmente não quis acreditar no que ela dizia. Simplesmente porque ela tem um filho de 3 anos, é usuária de drogas e saiu de casa numa madrugada de sábado para ir a um baile funk.

Mesmo que ela tivesse ido à Igreja, todas essas informações que  mídia fez questão de divulgar são I R R E L E V A N T E S! A tentativa de fazer com que o crime parecesse mais “aceitável”, porque ela “mereceu”, não surtiu efeito.

O mundo inteiro está clamando por justiça e de olho no nosso pequeno país de terceiro mundo.

Estatísticas mostram que a cada 11 minutos uma mulher é estuprada no Brasil.

Isso me faz pensar: que merda de educação as crianças têm recebido?

Quero que reflitam sobre o seguinte aspecto: de que adianta dar uma super educação liberal, permissiva, íntegra, digna, moderna e continuar vivendo uma rotina machista dentro de casa? Digo, essa rotina onde a mãe faz as tarefas domésticas enquanto o pai assiste futebol na TV. Onde o homem é visto como “pai de família” e “autoridade máxima da casa” enquanto a mãe é apenas a mãe.

O exemplo funciona mais que qualquer palavra que você diga a uma criança.

Conversando sobre isso com meu marido no final de semana, fizemos um acordo. Não seremos esse tipo de exemplo para nossos filhos, não queremos. Nossa missão será a troca esporádica de papéis para mostrar que não existe “coisa de homem” ou “coisa de mulher”.

Que somos todos seres humanos, dignos de respeito e principalmente que NÃO é NÃO.

Ansiedade x Nervosismo x Aceitação x Enjoos

Desde adolescente eu sofro de um tipo de enjoo de causa emocional.

A primeira vez que isso aconteceu, eu tinha apenas 15 anos e não entendia muito bem o que estava acontecendo com o meu organismo. Tive medo e vergonha de contar para os meus pais. Na época, o motivo dos enjoos era um relacionamento afetivo que me trouxe muita dor e eu não sabia lidar direito com as emoções.

Cheguei a pesar cerca de 33 Kg, por não conseguir manter a comida por muito tempo no estômago. Era um “bate e volta” constante. Não procurei um médico e o tempo passou, as emoções foram se equilibrando e eu voltei a comer normalmente.

Em 2015, esse problema aconteceu novamente.
Eu já frequentava a terapia e tomava antidepressivo, estava me recuperando de uma depressão acentuada, baixa auto estima e me descobrindo a cada dia, quando a família do meu marido me enviou áudios desrespeitosos no WhatsApp.

Como meu sogro nada fez a respeito, e eu não conseguia aceitar aquelas afrontas, novamente meu estômago resolveu se manifestar. Foram crises e crises de enjoos e vômitos sem hora e sem lugar para acontecer. Sempre me vinha a cabeça a mensagem final do áudio “Aline, me faz um favor? Morre.”

Isso somado a incapacidade de gerar um filho naturalmente, me deixou muito triste.

Em uma sessão de reiki, a moça que me aplicava a massagem energética começou a sentir exatamente o mal estar que eu estava sentindo. Como um passe de mágica, ela colocou a mão no meu estômago e foi o fim da crise.

Agora em 2016, novamente estou sentindo os sintomas.

Desde a semana passada, enjoo constantemente.

Passei por uma grande frustração do cancelamento das minhas férias planejadas para maio. Minha intenção era relaxar o máximo possível para a FIV e estar disponível a qualquer hora do dia para fazer os ultrassons e tomar a medicação. Me senti desrespeitada pelo boss e meu estômago vem sentindo as consequências.

Ontem fui a academia e passei mal enquanto fazia uma caminhada leve na esteira.

Saí com pressa para encontrar meu marido e quando estávamos voltando para casa, revi todo o meu lanche da tarde e todo líquido que havia tomado durante o dia.

Já tenho 32 anos e ainda não consegui aprender a lidar com situações de injustiça, raiva, nervoso, ansiedade… maaaaaaassssss, agora mais do que nunca é necessário que eu consiga desligar meu emocional desses sentimentos ruins.

 

 

Enfim, estamos em Maio!

Pois é, maio chegou!

Na semana passada recebemos a notícia de que já tínhamos a receptora compatível, a relação dos medicamentos para estimulação ovariana e o cronograma oficial da FIV.

De acordo com esse cronograma, devo tomar a última pílula anticoncepcional no dia 05/05 para menstruar entre 09/05 e 10/05. Assim que esse evento acontecer, devo ligar para a clínica imediatamente e marcar um ultrassom para que a dra. analise se não há nenhum cisto. Caso esteja tudo bem, iniciaremos a medicação.

A medicação consiste em injeções subcutâneas durante 9 a 10 dias.

Durante esse período, a médica irá monitorar o crescimento folicular dos ovários através de ultrassons e medir o tamanho dos folículos. Quando estiverem medindo cerca de 18mm, já estaremos prontas para a punção. Estou mais tranquila para a punção do que para as injeções… rs

Mas estou feliz e tentando relaxar para que meu organismo responda de forma satisfatória.

Doadora procura receptora

Olá, pessoal!!!

Desculpe o atraso, a vida andou um pouco corrida.

Finalmente voltei ao consultório da dra Patricia com todos os exames em ordem.

Manifestei a vontade de ser ovodoadora e ela ficou muito feliz. Disse que tenho possibilidade de produzir óvulos de excelente qualidade e contribuir para que outras pessoas consigam construir suas famílias.

Talvez pelo meu perfil ela não tenha tanta dificuldade em encontrar uma receptora. Preenchi um formulário com características físicas e hobbies, enviei fotos minhas com quatro e cinco anos.

Agora é só aguardar minha receptora compatível para iniciarmos um ciclo menstrual juntas. Até lá, tomarei anticoncepcional sem intervalos.

Minha parte foi feita, agora entrego a Deus e ao universo para que tudo aconteça no tempo certo.

 

Exames Pré FIV – Parte 2

Andei um pouco afastada do blog, porque a ansiedade estava de matar.

Estou há 29 dias tomando fluoxetina. Recomecei por conta própria e enviei um e-mail ao psiquiatra pedindo a benção, ele concordou. Atualmente o risco x benefício fala mais alto.

Menos cortisol nesse corpinho, por favor!

Bom, vim aqui falar dos demais exames que a Dra. Patrícia me pediu para garantir uma FIV segura. Os exames abaixo foram feitos no segundo dia do ciclo menstrual – 18/03 e estou de bem com todos os resultados, exceto a vitamina D3 que é uma pedra no meu sapato.

Cariótipo com banda G  – exame que analisa a parte genética

Vitamina D3 – vitamina essencial para o desenvolvimento saudável dos ossos do bebê

HTLV – detecta possíveis problemas neurológicos e hematológicos

Antiperoxidase tireoidiana – detecta disfunções na tireóide

Antitireoglobulina – detecta tumores tireoidianos

Testosterona Livre e Total – hormônios sexuais

T4 Livre – detecta hipo ou hipertireoidismo

TSH – esse deve estar em equilíbrio com o T4

Prolactina com repouso de 30′ – detecta o nível do hormônio do leite, que em grandes quantidades fora do período gestacional pode sugerir a presença de tumores

Progesterona – hormônio sexual e responsável pela manutenção da gestação

Androstenediona – hormônio que auxilia na produção de testosterona

DHEA – esteróide natural do organismo

SDHEA – esteróide natural do organismo

CA125 – Marcador tumoral ovariano / também é possível detectar endometriose

Desde que manifestei oficialmente a vontade de engravidar, meu ex médico prescreveu a vitamina D manipulada e me indicou o laboratório mais caro de SP.

Quando a dra. Patrícia soube que eu tomava a vitamina manipulada, torceu o nariz na hora. Agora entendi o motivo… em 1 ano e meio, não tive nenhum aumento dessa substância no meu organismo. E lá vamos nós, faltando 1 mês e meio para o procedimento, tentar subir os níveis de colecalciferol através de medicamento de farmácia convencional.

Estou tomando Addera D3 – 2 comprimidos de 1000ui ao dia.

Maridón também fez os exames solicitados e está tudo bem com ele, agora é esperar os cariótipos para voltar a consulta médica lá para o meio ou final de abril.

 

Vamos aos resultados dos exames parte 1

Após 1.532.658 olhadelas no site do laboratório, todos os resultados foram liberados.

Me parece tudo normal e não tenho nenhuma das bactérias ruins e DSTs, o que é ótimo para engravidar ontem ou hoje no mais tardar 🙂

Assumo que ando muito ansiosa, caso não o tenham percebido.

Comentei hoje cedo com o marido, que até mesmo dormir está se tornando complicado, porque acordo no meio da noite com medo de perder a hora e ansiosa para sair da cama e ir ao trabalho. Quando chego na firma sonolenta, logo já fico ansiosa para ir para casa novamente. E quem é a alma que quer habitar um corpo como esse? Que bebê ficaria feliz dentro de uma barriga atribulada como a minha? Nenhum né!

Preciso me acalmar!

Bom, vamos aos exames né?

Se você é tentante, já foi ao médico e ele não te pediu esses exames, converse com ele.

Vale a pena investir alguns dias do seu tempo para avaliar essa parte bacteriológica e não correr o risco de prejudicar seu futuro filho.

laudo1

laudo2

 

Impaciência

 

paciencia

Sábado e domingo foram dias difíceis!

Porque eu simplesmente não consigo comprar UMA calça jeans.

Não é falta de dinheiro. É que eu não consigo entrar confortavelmente em uma calça jeans. E sabe o que acontece quando esse tipo de coisa me abala? Meu marido sofre. Eu fico impaciente. Eu culpo ele, o mundo, e o Mc Donalds.

E para me detonar ainda mais, hoje é SEGUNDA FEIRA!!!!!

Que alegria chegar ao trabalho – só que não.

Sigo eu andando pelo refeitório da empresa com uma mochila nas costas e o café da manhã numa bandeja. Procuro um local isolado para comer e eis que chega o ogro do cereal.

Nunca vi uma pessoa fazer tanto barulho para tomar café da manhã!

Bate a colher no bowl, mastiga o cereal crocante de boca aberta, bate o copo contra o bowl e depois contra a bandeja… croc croc croc! Nojento. Aquele barulhinho do inferno!

Olho meu celular, decido entrar no site do laboratório para conferir se já saiu alguma coisa sobre os exames da semana passada – NADA! Holy shit! Que merda esses patologistas fazem aos finais de semana que ainda não conseguiram concluir exames tão simples?

Deve ser alguma falha do meu smartphone.

Acesso novamente, NADA.

Olho meu feed de notícias do facebook, o Di Caprio finalmente ganhou um OSCAR. Ah tá! Que pena. Será que só eu estava torcendo para que ele não ganhasse?

Fico sabendo que a Gloria Pires deu um show de antipatia e saco cheio como comentarista da Globo. Poxa, essa tá na mesma pegada que eu! No pique do Papai Noel – de saco cheio!

Vamos ver se tem mais alguma coisa no site do laboratório? NADA NADA NADA!

Bom, bora lá trabalhar que eu não sou rica.

Chego no meu andar, um ar condicionado gélido, pessoas sonolentas, 50 mil e-mails para responder e pela janela um dia cinza e chuvoso.

Ah que maravilha! E ainda faltam cinco dias para o final de semana. E faltam 24 dias para o meu aniversário. E faltam AINDA dois meses e meio para eu fazer a minha FIV. Se os exames ajudarem, se meu organismo ajudar, se Deus quiser.

Ai, deixa eu ver novamente se já atualizaram alguma coisa … vai que o laboratório liberou mais algum exame.